Todos temos um quintal

Todos temos um quintal

É nosso destino pintar as páginas.
Escrever nas telas.
Tocar nas almas.
Nutrir as idéias.
        
É nosso, o destino.
O de seguir sem busca.
Falar formas gesticulando.
Traduzir o dia, a lua, a luz 
E todas as cores do arco e da iris.
        
É nosso, um destino.
Plantado no quintal.
Criado no silêncio de qualquer canto.
No dito das palavras que encantam.
Das escolhas bem feitas.
Dos sabores frugais.
Dos olores matinais.
Dos tempos que não voltam mais.
        
Destino é um.
Quando se tem é presente.
Quando se pensa já é passado.
Quando se sonha é o futuro chegando.
        
Lugar onde vai chegar é sina, pode ser.
Lugar onde não sabemos existir é destino, talvez.
Mas o quintal de cada um é sorte, também.
        
O quintal 
Como um cárcere privado é dimensionado pela vontade.
Pela coragem da ida sem certeza da volta. 
Podendo ser pequeno, grande e tudo.
        
O seu não sei.
O meu, de agora e sempre, 
É limitado pelo cerca viva do mundo. 
        
(batschauer)

Santo Antônio de Lisboa - Florianópolis Foto: Marcelo P. Batschauer

 

Anúncios

2 respostas em “Todos temos um quintal

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s