Agudo Oris

Fino como alfinete 
Espeta como espeto
Sutilmente penetra a carne
Vira gota
Vira líquido 
Corre no sangue
Da vasão aos sentimentos

E.T Café - Amsterdan - Foto: Marcelo P. Batschauer

Agulha de ponta
Que machuca feito espinho
Fere dor aguda
Reage corpo sentindo
A palavra não obtusa 
Dita pelo outro, para outro 
Uma picadela n'alma
Um monossilábico sentir

Encaixa d'baixo da pele
Feito aste de aço
Leva e traz todo fluido
Injeta elixir de autopidade
Ou suga alguma compaixão
Quem, afinal de contas,
concerta coração?
(batschauer)
Anúncios

2 respostas em “Agudo Oris

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s