Jean-Jacques Rosseau e a soberania do povo em…

O Contrato Social. Não é a toa que esta obra é um dos alicerces da fundamentação do direito público. Em 1762, esse filósofo iluminista e compositor , publicou o texto que viria mudar os rumos da história.

Parte dele a visão de que o poder pertence ao povo e é do povo por direito. Assim como as responsabilidade emanadas desse poder pertencem igualmente ao povo. O soberano exerce incessante poder decisório e este por suas vez não pode ser alienado, dividido ou delegado.

A força e coragem de seu dito em tempos de Monarcas e pressões religiosas persuadiu o homem a pensar no todo e perceber que não era apenas uma visão romântica social, muito menos sonhadora. Era sim, um conceito que até hoje segue atual, eloquênte e muito bem embasado.

 

Jean-Jacques Rosseau permance virtuoso em seus ensinamentos políticos  e nos presenteia com lições urgentes e necessárias em qualquer lugar em que se fale de inépcia, injustiça, corrupção e incompetência política.

Vale anternar-se na sabedoria desse, que mesmo distante no tempo, se faz presente na realidade moderna.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s