Que cosa triste Luiz…

“E tem funcionado, bah, tudo funciona, as famílias, os pais, estão gostando, os alunos não reclamam e a escola vai de vento em popa. Tão fácil. Por que não se generaliza esse tipo de postura administrativa nas escolas? Por covardia, medos dos diretores, não ousam, temem perder o cargo, não se comprometem, apenas vão e voltam da escola…” Luiz Carlos Prates. (fonte: Dário Catarinense – 20.08.2010)

O trecho acima merece destaque, ah se merece!

O dono desta fala com sotaque de “macho sulista”, com pompa de erudito, com força de bagual, despertou atenção. Assinalei a hipocrisia no parágrafo acima. E, para aqueles que não leram meu texto “Então Luiz” adianto que esse falastrão cospe para o alto. E pior, não corre. Chama de covarde os que não reagem. Mas o “índio véio” esquece que o fato jornalístico e socialmente repugnante, do qual participou o filho do “cara” que paga seu salário, também passou sem qualquer reação. Por que será heim?

Como diz um comercial de TV muito engraçado e bem feito: – Que cosa triste! Que cosa triste!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s