Dostoiévski filosofa em…

Para quem gosta do autor russo Fiódor Dostoiévski, dono de obras magníficas como “ONotas do Subsolos Irmãos Karamazov”, “Crime e Castigo” e Recordações da Casa dos Mortos”, esta, “Notas do Subsolo”, é uma sugestão para proveito de mais uma grande e inteligente narrativa.

A genialidade reside no paradoxal personagem criado por Dostoiévski. Figura controversa que narra seus pensamentos e suas experiências confrontando a realidade com a fantasia. Descrevendo com riqueza o ambiente, os poucos personagens (fato pouco comum nas suas obras que usualmente são repletas de figurantes, todos com grande expressão e particularidades) e a época, onde os conflitos sócio-culturais europeus anunciavam mudanças.

“Vejam os senhores: a razão é uma coisa boa, sem dúvida, mas razão é apenas razão e satisfaz apenas a capacidade racional do homem; já a vontade, esta é a manifestação da vida como um todo, ou melhor, de toda a vida humana aí incluindo-se a razão e todas as formas de se coçar”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s